Posts Marcados Luana Corrêa

Valor

Você sabe o significado dessa palavra? São muitos, mas o valor é um só. É aquele que você dá e recebe, das coisas ou das pessoas.

Uma pequena palavra que cabe a muitas situações na vida, e falta em muitas dessas situações também. Ligada a sentimentos, relações, convivência e até coisas materiais.

Com as mudanças o valor também muda, mas não necessariamente perde o valor. É comum pensar em coisas boas ou ruins, pensar em situações que não se deu valor e como isso reflete hoje, ou mesmo agradecer por não ter perdido tempo dando valor a algo que não merecia.

Valor não é como “ação e reação”, infelizmente, mas valor é algo que se tem apenas uma vez, como confiança. Com isso é preciso pensar se merecemos o valor que é nos dado e valorizar isso também.

Li hoje [mais] um texto da Clarissa Corrêa (http://migre.me/5Fxtr) sobre “As lições que a vida nos dá”, entre muitas coisas, o texto fala sobre valor [entrelinhas] no campo sentimental e profissional, recomendo as pessoas que concordam com o meu significado de “valor”.

Valorize momentos, dias, horas, pessoas e lugares, mas valorize o que realmente merece valor!

Anúncios

, , ,

Deixe um comentário

Pessoas do SIM e pessoas do NÃO

 By Profº Marins


Há pessoas do “SIM” e pessoas do “NÃO”

Pessoas do “sim” são aquelas para quem tudo é possível desde que tentado com firmeza. Pessoas do “sim” são aquelas que acreditam em princípio que todas as pessoas são boas e capazes até que seja provado o contrário. Pessoas do “sim” são aqueles funcionários que estão sempre prontos a colaborar, a testar idéias, a comprometer o seu tempo com um novo projeto, a tudo fazer para que as coisas aconteçam. Pessoas do “sim” são pessoas entusiasmadas com o que fazem, com o que são, com as possibilidades de fazer as coisas de forma diferente. Pessoas do “sim” são as bem-humoradas, as com sorriso pronto, aquelas com as quais temos prazer em conviver, conversar, trocar idéias. Pessoas do “sim” são aquelas que fazem tudo e ainda encontram tempo para colaborar, participar, ajudar.

Mas há, também, pessoas do “NÃO”.

Pessoas do “não” são aquelas para quem nada é possível. Pessoas do “não” são aquelas que vivem dizendo que já viram esse filme antes… e que tudo é “papo furado”.  Pessoas do “não” são aquelas azedas, amargas, vivem com uma nuvem negra sobre suas cabeças. Pessoas do “não” são aquelas que não têm tempo para nada. São ocupadíssimas (sic) e nada fazem. Pessoas do “não” são aquelas que vivem isoladas e dizem que “estão cumprindo o seu dever” que é sempre criticar, não-participar, não-colaborar, não-fazer. Pessoas do “não” são aquelas com as quais temos horror em trabalhar.

Sugiro que você fizesse uma auto-análise. Você em qual categoria se encontra? Você é do “sim” e acredita na sua própria capacidade de vencer obstáculos e fazer as coisas acontecerem com entusiasmo ou você é do “não” e vive dizendo-se “realista” e não vive de sonhos e por isso não acredita em nada, em ninguém e nem em você mesmo?

Pense nisso. Cuidado! O mundo de hoje só tem lugar para pessoas do “sim”.

, , ,

1 comentário

%d blogueiros gostam disto: